Brasil

Adoção de cartinhas do Papai Noel dos Correios é online em 2021; saiba como participar

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A pandemia da Covid-19 impactou a realização da campanha Papai Noel dos Correios em 2021. Mas não impediu que os sonhos das crianças catarinenses sejam tirados do papel em mais um ano.

Porém, este ano é um pouco diferente: a adoção das cartinhas ocorre de forma virtual, até o dia 3 de dezembro. Cerca de 4 mil ainda estão disponíveis no Estado.

RECEBA NOTÍCIAS EU SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

Como participar

Para adotar uma cartinha, acesse o blog do Papai Noel CLICANDO AQUI. Na sequência, clique na seção “Adote on-line”.

Com base na localidade informada, serão disponibilizadas as cartinhas e as agências para entrega dos presentes, que deve ser feita presencialmente, com atenção aos protocolos sanitários, até 10 de dezembro.

“Toda a sociedade pode participar dessa imensa corrente do bem que une esforços da empresa, empregados e voluntários para atender, dentro do possível, aos pedidos de presentes daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social” destaca a nota dos Correios.

Entenda a campanha Papai Noel dos Correios

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

A ação natalina contempla cartinhas enviadas por alunos da rede pública (até o 5º ano do Ensino Fundamental) e crianças acolhidas em creches, abrigos e núcleos socioeducativos de 22 municípios catarinenses.

São eles: Armazém, Biguaçu, Blumenau, Capivari de Baixo, Caibi, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Içara, Imbituba, Joinville, Lages, Laguna, Lauro Muller, Navegantes, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José, São Miguel do Oeste, Tubarão e Vargem.

As 46 escolas e instituições que participam da campanha este ano foram indicadas pelas secretarias municipais de Educação e Assistência Social.

Vale lembrar que os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população em suas residências.

A campanha nasceu pela iniciativa de alguns empregados que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartinhas escritas por crianças destinadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, alguns deles resolveram atender aos pedidos e enviar os presentes.

Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção na empresa e acabou se transformando em um projeto corporativo dos Correios.

Fonte: ND+


Comente