Brasil

Agosto Dourado chegou! Confira os múltiplos benefícios da amamentação

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O Agosto Dourado chegou, um mês inteiro dedicado à promoção do aleitamento materno, considerado alimento de ouro pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Neste domingo, 1º de agosto, é celebrado ainda o Dia Mundial da Amamentação, que também dá início à Semana Mundial de Aleitamento Materno 2021 (SMAM), ou World Breastfeeding Week 2021 (WBW 2021). 

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

A história da Semana Mundial de Aleitamento Materno teve início em 1990, num encontro da Organização Mundial de Saúde com a Unicef, momento em que foi gerada a “Declaração de Innocenti”. Para cumprir os compromissos assumidos pelos países após a assinatura do documento, em 1991 foi fundada a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação (WABA, na sigla em inglês). Um ano mais tarde, a entidade criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno e, todos os anos, define um tema a ser explorado e lança materiais que são traduzidos em 14 idiomas com a participação de cerca de 120 países. Desde 2016, a WABA alinha a campanha WBW com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, o mês do Aleitamento Materno foi instituído pela Lei nº 13.435/2.017, que determina que, no decorrer de agosto, serão intensificadas ações intersetoriais de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno, tais como realização de palestras e eventos; divulgação nas diversas mídias; reuniões com a comunidade; ações de divulgação em espaços públicos; e iluminação ou decoração de espaços com a cor dourada.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Benefícios múltiplos

A amamentação é um dos melhores investimentos para salvar vidas infantis e melhorar a saúde, o desenvolvimento social e econômico dos indivíduos e nações. É o alimento mais completo que existe para os recém-nascidos e considerada uma das principais intervenções, com grande impacto para redução da mortalidade e morbidade neonatal e infantil.https://4b4dd86f098ca84501a0fa40a3ba4540.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Por meio do leite materno, o bebê recebe os anticorpos da mãe que o protegem contra doenças como diarreia, infecções, obesidade infantil, principalmente as respiratórias. Pesquisas recentes indicam que anticorpos para covid-19 podem passar por meio do leite. O risco de asma, diabetes e obesidade é menor em crianças amamentadas, mesmo depois que elas param de mamar.

A amamentação é, ainda, um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, importante para que ela tenha dentes fortes, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração.

Dar o peito ainda aumenta contato do bebê com a mãe, dando segurança, calor e fortalecendo os vínculos afetivos; melhora a digestão e minimiza as cólicas, pois é de fácil digestão e possui a molécula PSTI, responsável por proteger e reparar o intestino dos recém-nascidos; reduz o risco de doenças alérgicas; diminui chances de desenvolver doença de Crohn e linfoma.

Estudos relacionam a amamentação exclusiva até os 6 meses do bebê com o aumento da sua inteligência e situação financeira no futuro.

Fonte: Correio Brasiliense


Comente