Santa Catarina

Anomalia no campo magnético da Terra sobre SC preocupa cientistas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma enorme anomalia no campo magnético da Terra, localizada em sua maior parte sobre o Brasil, está crescendo e preocupa os cientistas.

RECEBA NOTÍCIAS EU SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

A anomalia está localizada sobre o Atlântico Sul, especificamente no Sul e Sudeste do Brasil, e se estende até a África. O fenômeno foi batizado de Anomalia do Atlântico do Sul (Amas).

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

A Agência Espacial Norte Americana (Nasa) monitora a anomalia que diminui uma parte do campo magnético da Terra. Ela acontece por conta de duas características do núcleo terrestre: a inclinação de seu eixo magnético e o fluxo de metais em seu núcleo externo.

O campo magnético é uma espécie de proteção do planeta contra a radiação, ondas eletromagnéticas provenientes do Sol que são prejudiciais à saúde, podendo causar câncer, podem inclusive destruir a atmosfera.

Além disso, essas ondas eletromagnéticas, que entrariam com maior intensidade na atmosfera, podem causar problemas para satélites e espaçonaves. Os computadores de bordo e a coleta de dados de satélites seriam prejudicados.

A Agência Espacial Europeia (ESA) alerta ao crescimento gradativo da Amas nos últimos 50 anos. De acordo com o estudo publicado em 2020, o campo magnético da Terra perdeu 9% de força nos últimos 200 anos.

De acordo com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fabesp), a anomalia está constantemente se movendo e pode desaparecer de um lugar e surgir em outro.

Essas mudanças, na teoria, ao longo dos anos podem causar uma catástrofe climática e ambiental por conta da inversão total dos polos magnéticos da Terra.

Fonte: OCP News


Comente

banner-delta-ativa