Aurora

Após chuva de granizo, 70% das lavouras foram devastadas no município de Aurora

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A mudança de estação tem sido difícil para os moradores do Alto Vale e principalmente para os agricultores. Nos últimos meses temporais intensos têm atingido diversos municípios e vêm deixando um rastro de destruição por toda a região. As informações são do Diário do Alto Vale.

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

Aurora é uma das cidades que mais sofreu com os fortes ventos e o granizo. No início de setembro as lavouras de tabaco e cebola haviam sido devastadas em quatro comunidades, mas na tarde de ontem (7) com um novo temporal foram 12 comunidades atingidas, e os estragos afetaram também outras culturas como milho, casas, galpões e até mesmo o prédio da prefeitura.

O secretário de Agricultura do município, Almir Serafim, conta que o vendaval que atingiu Aurora por volta das 16h dessa terça-feira trouxe granizo intenso e causou estragos em 70% da área agrícola. Ele diz que no dia de hoje trabalha junto com a Defesa Civil do município fazendo o levantamento da quantidade de hectares atingidos, e após esse levantamento a administração poderá decretar Situação de Emergência. “O granizo devastou 70% da nossa área agrícola e causou prejuízos incalculáveis, não foram somente as lavouras atingidas, mas os galpões, casas, unidades de cura de tabaco e carros. Enfim, é uma situação de calamidade pública, tivemos casas com telha forte e eternit grosso que o granizo furou todo o telhado”, relata.

Almir ainda diz que a quantidade de hectares atingidos não foi levantada, mas a estimativa é que tenham sido cerca de 650 hectares de cebola, 250 hectares de tabaco e 200 hectares de milho. Algumas lavouras tiveram perdas de 100% da produção.  “As percas foram em grandes proporções, estamos fazendo o levantamento junto a Defesa Civil e conversando com a Prefeitura para ver se vamos decretar Situação de Emergência nos próximos dias, estamos aguardando o laudo da Defesa Civil que está a campo levantando os números e assim que tivermos o laudo nos próximos dias teremos uma resposta sobre decretar a Situação de Emergência. De qualquer forma é uma situação dá pra se dizer até de calamidade pública”, explica.

Além de Aurora os municípios de Agronômica, Vidal Ramos, Ituporanga e Presidente Getúlio também sofreram grandes perdas.


Comente