Taió

Cachorro é envenenado no bairro Seminário, em Taió

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Nesta terça-feira (17), uma moradora do bairro Seminário, em Taió, usou as suas redes sociais para relatar um caso triste, envenenamento de um cachorro. O caso ocorreu na rua Dolia Ferrari.

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

Leia o relato da moradora:

Pessoal do bairro do Seminário, mais precisamente na rua Dolia Ferrari, esse é o Ruivo cachorro da minha sogra o qual todos nós da família tínhamos um carinho enorme… acabou de morrer ENVENENADO. Que tipo de pessoa tem coragem de fazer isso??? Alguém com o coração podre, que não tem amor, que não tem Deus, que acha que faz maldades e que ninguém vê, NADA escapa dos olhos de Deus, e pode ter certeza que tudo tem retorno, tudo que é plantado também é colhido.

A moradora também fez questão de deixar um alerta aos moradores do bairro:

Então, pessoal aí do Seminário atenção redobrada com seus pets. Porque tem um “verme”, enviado do inf%## solto por aí, tirando a vida de seres indefesos.
Estamos revoltadíssimos com o acontecido, e com certeza essa “pessoa” merecia cadeia, porque não é o primeiro caso de envenenamento na rua.

Maus-tratos de animais é crime!

Com o objetivo de frear os maus-tratos contra animais, o Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. A legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo, aí, cães e gatos, que acabam sendo os animais domésticos mais comuns e as principais vítimas desse tipo de crime. A nova lei cria um item específico para esses animais.

Agora, como define o texto, a prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda. Atualmente, o crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa.


Comente