Alto Vale

Câmeras flagram cachorro sendo arrastado por caminhão no Alto Vale

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Imagens de câmeras de segurança de uma residência do bairro Albertina em Rio do Sul flagraram o momento exato em que um cachorro amarrado por uma corda é arrastado durante vários metros por um caminhão em Rio do Sul.  O animal não foi mais encontrado e agora o caso será investigado pela Polícia Civil.

Faça parte do nosso grupo de Notícias no WhatsApp, clique Aqui!

Uma moradora da localidade que preferiu não se identificar relata que viu o cachorro sendo arrastado. “Eu vi quando o caminhão passou arrastando o cachorro e logo depois ele voltou, mas não tinha mais nada atrás. Eu até liguei para a Polícia, mas falaram que tinha que ser flagrante para fazer algo, mas não achamos mais o cachorro”, contou.

Ela conta ainda que o veículo, que tinha a cabine vermelha e o baú branco, passou muito rápido e por isso não foi possível anotar as placas e nem identificar com qual material o cachorro estava preso.

Já outro vizinho afirma que foi alertado pelo filho de quem caminhão estava arrastando um cachorro preso por uma corda bem curta, mas acredita que naquele momento o animal já estava morto.

O presidente da Associação Protetora dos Animais Desamparados (Apad) comenta que casos de crueldade como esse são inadmissíveis, mas infelizmente ainda acontecem e uma das formas mais eficazes para evitar que voltem a ser registrados é a identificação do autor e punição exemplar.  “A única coisa que temos a falar é que é inadmissível fazer esse tipo de ação desumana. Existe muita informação. O que as pessoas ainda não entenderam é que vai haver punição. Essa pessoa vai ter que pagar pelo que fez. Ele vai perder tempo, dia de serviço para ir na delegacia e Fórum dar depoimento.  Vai  gastar dinheiro porque vai ter que contratar um advogado e vai se incomodar bastante”, comentou.

Jailson comenta também que a Apad registrou um Boletim de Ocorrência e também tenta ajudar a polícia a levantar mais informações sobre o caso. Ele destaca ainda que quem pratica um tipo de ato cruel como esse não pode ter qualquer sentimento. “É incompreensível, uma pessoa dessas não tem amor a nada. É difícil até para a gente ter que lidar com um caso como esses”, declarou.

Fonte: Diário do Alto Vale


Comente