Santa Catarina

Cartomante é condenada a 21 anos de prisão por estelionato e extorsão em SC

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma cartomante foi condenada a 21 anos de prisão por estelionato e extorsão nesta terça-feira (4). A “Mãe Priscila”, como era chamada, dizia ser vidente e conselheira espiritual e atuava em Chapecó e região. A mulher terá que pagar R$ 321 mil para as vítimas de danos morais.

RECEBA NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

Na época em que foi acusada, a Polícia Civil estimava que o prejuízo causado pela criminosa e seus parceiros tinha sido de R$ 900 mil. Segundo a condenação, a “Mãe Priscila” cometeu sete estelionatos e 12 extorsões. 

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

A cartomante dava golpes com ajuda de outras três pessoas, dois homens e outra mulher. De acordo com a Polícia Civil, um deles faleceu durante o trâmite do processo e o outro foi absolvido em primeira instância, mas o Ministério Público irá recorrer da decisão. A outra envolvida foi condenada a quatro anos e oito meses de reclusão, e o pagamento de R$ 221 mil de danos morais.

Em 7 de outubro de 2020, quando a Polícia deflagrou a investigação, encontrou em um endereço na cidade de Curitiba, no Paraná, para onde o grupo teria fugido. No local, os policiais encontraram panfletos, cartazes e cartões de publicidade, além de máquinas de cartão de crédito e débito e quatro veículos de propriedade dos suspeitos.

Por Gabriela Ferrarez

DC / NSC Total 


Comente