SC

Casal catarinense larga tudo para viajar a América Latina de carro

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Viajar é o sonho de muitas pessoas: conhecer novos países, novas culturas, belas paisagens e comidas deliciosas. Esse sempre foi o sonho de Alessandra e Marlon, e, em 2021, eles conseguiram realizá-lo, de uma maneira diferente: apenas eles e o carro.

O sonho já era muito antigo. Mesmo antes de se conhecerem, o casal já planejava uma grande viagem pelo mundo. Ela, brasileira, e ele, colombiano, abriram juntos um restaurante em Itajaí, Litoral Norte de Santa Catarina.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Marlon já havia enfrentado uma grande aventura quando decidiu deixar a Colômbia. Ele veio para o Brasil e encontrou Alessandra, com quem abriu um restaurante.

Mas uma tragédia na vida de Alessandra foi o que a fez “virar a chave” e decidir seguir o sonho. A morte do pai a fez lembrar que a vida é um sopro, e que é preciso buscar a felicidade – que, para ela, é estar dentro do carro, viajando o mundo.

Depois de muita conversa e muito planejamento, o casal vendeu o restaurante, os móveis, saiu de casa, empacotou tudo dentro do carro e pegaram a estrada.

Casal já está na Argentina, depois de ter saído do Brasil e passado pelo Uruguai – Foto: Alessandra dos Passos Kogler/NDFoto: Alessandra dos Passos Kogler/ND

Viagem sem rumo

A primeira parada foi Chuy, no Uruguai. Depois, Montevidéu, Punta del Diablo, Punta del Leste e Gualeguaychú. O destino mais recente foi Fray Bentos, na fronteira com a Argentina.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Ao todo, foram cerca de 1.650 Km, mais de 20 horas de viagem, dois países e inúmeras histórias para contar.

“A gente não tem planos, datas, nada, a gente só tá seguindo”, conta Alessandra. O casal criou um canal no YouTube para registrar a jordana. “Queremos encorajar as pessoas a seguirem seus sonhos, mas mostrar que não é fácil ficar tanto tempo no carro, dormir no carro”, afirma.

Perrengues na estrada

O carro do casal virou uma casa. Tem roupas, artigos de higiene pessoal, documentos, cobertores, comida… Só não tem chuveiro. Enquanto, para dormir, o casal pode ficar no próprio carro, eles precisam contar com postos de gasolina para usar o banheiro e tomar banho.

“No Brasil é muito bom, todos têm chuveiros, deixam usar o banheiro para todo mundo… Mas aqui (fora do país) é muito difícil, tem lugar que não deixa nem usar o banheiro, nem se você consumir”, conta Alessandra.

O casal depende dos postos de combustíveis para dormir, também. Alessandra conta que são os locais mais seguros para ficar quando escolhem dormir no próprio carro, já que eles ficam junto dos caminhoneiros que também dormem dos veículos.

“Quando é uma cidade mais perigosa, a gente aluga um hostel, procuramos na internet e conseguimos preços bons”, explica Alessandra.Casal vive no próprio carro enquanto percorre a América do Sul – Foto: Alessandra dos Passos Kogler/ND

Foto: Alessandra dos Passos Kogler/ND

As restrições devido à pandemia de Covid-19 também são desafiadoras. Agora a caminho da Argentina, e com uma possível “quarta onda” da doença, o casal teme ficar preso no país, sem poder seguir a viagem e nem voltar para o Brasil. “Mas, enquanto pudermos, vamos seguindo”, garante.

“Fim do mundo”

“A gente sempre fez viagens, mas curtas, não tão longas quanto essas. Estamos descobrindo muitas coisas”, afirma. O caminho do casal está longe de terminar: depois do Uruguai, eles seguiram para Argentina.

O objetivo dessa etapa do percurso é chegar a Ushuaia, cidade argentina conhecida como o “fim do mundo”. A cidade turistica fica no extremo sul da América do Sul.

Depois de Ushuaia, os planos são de seguir para o Chile, Bolívia, Peru, Equador e, por fim, à Colômbia, que é a terra natal de Marlon.

Fonte: ND+


Comente