Santa Catarina

Cidade de SC terá nova eleição municipal com auditoria inédita

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O município catarinense de Petrolândia, no Vale do Itajaí, terá novas eleições municipais no próximo domingo (13). Duas das urnas do pleito vão passar por auditoria. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), esta é a primeira vez que este procedimento será feito em eleição suplementar.

Neste pleito fora de época, os 5,1 mil eleitores vão escolher novo prefeito e vice para administrar a cidade até o fim de 2024. Isso porque os eleitos em novembro do ano passado tiveram a candidatura indeferida. A eleição ficou sub judice e o novo pleito foi decidido em abril.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Segundo o TRE-SC, Rogério Domingos e Selmo Klauberg, candidatos a prefeito e vice respectivamente, concorreram “sem apresentar documento comprovando a inexistência de processos contra eles no Tribunal de Justiça, dentro do prazo estabelecido pela legislação”.

Esta eleição suplementar não altera a escolha de vereadores feita em 2020 pela população. O prefeito e vice eleitos com 2,3 mil votos ano passado não concorrem este ano. O G1 não conseguiu contato com os políticos até a publicação desta reportagem.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Três chapas vão concorrer. São as seguintes, em ordem alfabética:

  • Angela Adriana Krindges da Mota e Jair Marinho Neto pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB)
  • Edson Silva Padilha e Amarildo Custodio pelo Podemos (PODE)
  • Irone Duarte e Egon Weber pela Coligação ‘Por Nossa Terra, Por Nossa Gente’ (PP/PSD)

A votação será das 7h às 17h seguindo os mesmos protocolos sanitários de outubro de 2020 contra a propagação do coronavírus, como uso obrigatório de máscara e disponibilização de álcool em gel.

As urnas que serão auditadas no domingo (13) serão sorteadas na tarde de sábado (12), tudo sob os cuidados da 39ª Zona Eleitoral de Ituporanga, responsável pela cidade de Petrolândia.

“Uma [urna] será submetida à auditoria de verificação da autenticidade e integridade dos sistemas instalados e a outra à auditoria de funcionamento em condições normais de uso”, informou o TRE.

Por: G1 SC

Comente