Sem categoria

Comerciante de Taió divulga sua indignação: funcionária é agredida em seu local de trabalho

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Na noite da última terça-feira (18), o comerciante Marino Anderle Junior, publicou em sua rede social, um ato de covardia que aconteceu em seu estabelecimento comercial.

Segundo Marino, a funcionária dele, Fernanda, cometeu um pequeno erro e a cliente se viu no direito de agredir a moça, por um motivo extremamente banal. Confira a publicação:

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

ESTAMOS INDIGNADOS ! Enquanto muitos estão no aconchego dos seus lares , nós estamos á postos , prontos para atender ! Afinal somos considerados ” comércio de utilidade pública ” ” serviço essencial ” .Enfrentamos de peito aberto toda pandemia , nunca fechamos as portas e fazemos isso com orgulho e carinho. ” O cliente sempre tem razão ” mas …Nossa funcionária da Filial 2 , Fernanda Macoppi foi agredida fisicamente agora a noite. O motivo ? Cliente pediu pra colocar R$ 20,00 de gasolina e ela por um pequeno descuido colocou R$ 23,00. Fernanda muito educada , foi até o caixa do posto e fez o troco SEM cobrar os R$ 3,00 que colocou á mais , e mesmo assim foi agredida covardemente ! COVARDE ! ESSA SENHORA FOI COVARDE ! Agredir uma mãe de família que deixou seu filho doente em casa, e está atendendo ás 9 da noite com educação nos deixa INDIGNADOS ! A Polícia Militar de Taió foi acionada e prontamente veio até o posto , foi registrado boletim de ocorrência e serão tomadas todas as medidas cabíveis ! Não posso divulgar o nome dessa senhora , mas já foi identificada e será intimada e pagará por esse crime . Crime sim , bateu em uma mulher , trabalhadora e sem motivos em seu local de serviço ! Aqui somos uma equipe , estamos sempre á postos pra servir nossos clientes mas não aceitamos tamanha brutalidade ! O cliente sempre tem razão , sim , mas do lado de cá temos seres humanos , e com tal merecemos respeito !

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Ainda segundo as informações de Marino, a Polícia Militar foi acionada para tomar as medidas cabíveis.

Veja o vídeo:

O vídeo foi publicado na rede social de Marino José Anderle, as imagens são das câmeras de segurança de seu estabelecimento.

Comente