Santa Catarina

Covid-19: Três regiões de SC caem para o nível grave

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Caiu para 12 o número de regiões em nível gravíssimo (vermelho) para Covid-19 em Santa Catarina. A última atualização do mapa de risco foi divulgada na manhã desta quarta-feira (30) pela Secretária de Estado da Saúde. 

As novidades, em relação a semana passada, são as regiões de Xanxerê, Oeste, Médio Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, que obtiveram avanços e foram reclassificadas para o nível grave (cor laranja).

Não há regiões em nível alto (amarelo) ou nível moderado (azul).

Uma das principais mudanças está no indicador que mede a transmissibilidade do vírus. Na nova atualização, apenas a região do Alto Uruguai permanece em estado gravíssimo.

Porém, ainda há alerta em todo o Estado nos quesitos que medem o monitoramento de casos e a ocupação dos leitos de UTI.

De acordo com a epidemiologista Maria Cristina Willemann, a redução do número de casos foi o principal motivo para a melhoria do cenário.

“A maioria das regiões segue com uma ocupação de leitos maior que 80%, temos também um número alto de óbitos. Essa melhora na matriz se deve a redução do número de casos, mas é preciso estar atento aos dados, essa diminuição pode ser real ou ocasionada pelos feriados e uma diminuição no número de profissionais que reportam, ao sistema, os casos.”

Desde o dia 23 de dezembro, data de divulgação da última matriz, Santa Catarina registrou 13.736 novos casos e 276 mortes causadas pela covid-19.

Nesta terça-feira (29), o TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina), por meio do desembargador Raulino Jacó Bruning, determinou a suspensão da liminar aprovada em primeira instância, que restringia a ocupação de hotéis e pousadas, além de eventos em todo o Estado.

Assim, diante da decisão proferida, hotéis, pousadas e estabelecimentos de hospedagem das regiões classificadas como de risco potencial gravíssimo podem ter 100% da ocupação, assim como os eventos sociais têm aval para funcionar contanto que conforme regramento sanitário definido pelo governo catarinense.

Confira as regras de acordo com o risco potencial: 

Feiras, exposições e leilões (Portaria nº 999)

  • Risco Potencial GRAVÍSSIMO: autorizada com capacidade de ocupação de 30% do espaço;
  • Risco Potencial GRAVE: autorizada com capacidade de ocupação de 50% do espaço;
  • Risco Potencial ALTO: autorizada capacidade de ocupação de 75% do espaço;
  • Risco Potencial MODERADO: fica autorizada a ocupação integral do espaço, respeitando o distanciamento de 1,5 metros entre as pessoas.

Fonte: ND Mais


Comente