Alto Vale

COVID-19: Dois hospitais no Alto Vale estão com UTIs 100% lotadas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Treze hospitais de Santa Catarina estão sem vagas para receber pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), segundo dados de acompanhamento da pandemia de coronavírus divulgados pelo governo estadual. Os números foram atualizados na noite desta segunda-feira (7). A Secretaria de Estado de Saúde (SES) ressalta que há 167 leitos a serem reativados em todas as regiões.

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

O dado leva em conta as taxas de ocupação de leitos públicos, do Sistema Único de Saúde (SUS), incluindo leitos exclusivos para Covid-19 e leitos para tratamentos em geral, tanto para adultos quanto pediátricos. No total, 55 hospitais constam na listagem do governo.

Na Grande Florianópolis, o Hospital Regional de Biguaçu Helmuth Nass, em Biguaçu, está com os leitos de UTI 100% lotados. Já na Serra catarinense, os hospitais Nossa Senhora dos Prazeres e Hospital Santa Terezinha, ambos em Lages, também estão sem leitos de UTI disponíveis.

A mesma situação é registrada no Hospital Bethesda, Hospital Regional Hans Dieter e Maternidade Darcy Vargas, em Joinville, no Norte Catarinense. No Sul, as UTIs estão 100% lotadas no Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, em Laguna, Hospital São Camilo, em Imbituba, Hospital São Donato, em Içara, e Hospital São José, em Criciúma.

Já no Vale do Itajaí, o Hospital Bom Jesus, em Ituporanga, Hospital Santa Isabel, em Blumenau, e Hospital Waldomiro Colautti, em Ibirama, estão sem vagas nas UTIs.

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a média da taxa de ocupação geral nos leitos de UTI do SUS em Santa Catarina está em 87,36%.

Levando em conta apenas os leitos para adultos, a ocupação está em 92,24%. As regiões Sul e Vale do Itajaí apresentam as situações mais preocupantes, com ocupações de 96,95% e 96,32% dos leitos adultos de UTI, respectivamente.

Santa Catarina vive um agravamento da pandemia de coronavírus, com 15 das 16 regiões sob risco gravíssimo. O Estado se aproximou nesta segunda da marca de 400 mil casos confirmados da doença – são 396,1 mil. A Covid-19 matou até agora 4.011 catarinenses.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde ressaltou que “ainda existem 167 leitos a serem reativados em todas as regiões”, e que o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) acionou as unidades hospitalares. A secretaria também afirma que solicitou auxílio de entidades como Cosems (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde) e Fecam (Federação Catarinense de Municípios) “para a mobilização no sentido de abertura desses leitos”.

“Caso estiverem devidamente ativados todos leitos leitos pactuados – e instrumentalizados – como era a proposta, a taxa de ocupação de UTIs Covid hoje estaria abaixo de 75%”, informa a nota da SES.


Comente