Curiosidade

CURIOSIDADE: Você sabe qual é a história por trás do Dia das mães no Brasil?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O Dia das Mães é uma data comemorada em vários países em datas diferentes, sendo que, no Brasil, acontece no segundo domingo de maio. É aquele dia de agradar as mães, os pais que são mães e as mães de coração, e de retribuir ainda mais todo o amor que elas dão todos os dias.

Você já parou pra pensar como surgiu o Dia das Mães e desde quando essa data é comemorada no Brasil e no mundo? Respondemos a essa pergunta e contamos algumas curiosidades a seguir..

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Como surgiu o Dia das Mães

A história desse dia é cheia de conflitos e controvérsias.

A data teve origem nos Estados Unidos, onde, assim como no Brasil, é celebrada no segundo domingo de maio. Muitos outros países também celebram o Dia das Mães neste dia, enquanto outros comemoram em outras épocas do ano.

Séculos atrás, festivais eram realizados em homenagem às Deusas-Mães Reia e Cibela, na Grécia e Roma Antigas. Já no século 16, o Domingo do Dia das Mães foi reconhecido no quarto domingo da Quaresma, o domingo de Laetare, pelas paróquias da Igreja da Inglaterra e da Igreja Católica Romana. Ao invés de celebrar as mães, essa data era mais sobre frequentar sua “igreja mãe”, ou seja, a igreja cristã local. Era um dia para os operários visitarem suas mães, já que o trabalho nas fábricas era intenso e eles tinham poucas folgas.

Mas o Dia das Mães como conhecemos hoje, tem origem em West Virginia, nos Estados Unidos.

Durante a Guerra Civil Americana, Ann Reeves Jarvis, conhecida como “Mãe Jarvis” em sua paróquia local, ajudou a começar os Clubes de Trabalho do Dia das Mães para aumentar a conscientização das pessoas sobre as más condições de saúde em sua comunidade. Esses clubes foram importantes para unir uma região cuja sociedade estava muito dividida durante a Guerra Civil. Após o fim da guerra, Jarvis organizou o “Dia da Amizade das Mães” para promover a reconciliação entre a União e a Confederação.

No fim do século 19, os Estados Unidos tiveram vários movimentos diferentes para organizar o Dia das Mães, incluindo Julia Ward Howe, uma abolicionista e sufragista, que escreveu a “Proclamação do Dia das Mães”, um chamado às mães para se unirem e promoverem a paz mundial.

Reconhecimento do Dia das Mães

O dia que hoje é reconhecido como o Dia das Mães é resultado dos esforços da filha de Ann Reeves Jarvis, Anna Maria Jarvis (1864-1948), que assumiu a missão de colocar o Dia das Mães no calendário nacional após perder a mãe, em 1905.

Anna Jarvis

Por que o Dia das Mães começou a ser comemorado no Brasil:

O segundo domingo de maio foi estabelecido como o Dia das Mães pelo Decreto 21.366, assinado pelo então presidente Getúlio Vargas e publicado em 5 de maio de 1932. No entanto, sua consolidação só aconteceu realmente na época do regime militar de 1964 a 1985.

Segundo o psicólogo Prof. Dr. Sérgio Silva Dantas, a data comemorativa no Brasil foi copiada dos EUA.

Na época, tudo era copiado dos americanos e, durante a ditadura, o reconhecimento do valor da família e, principalmente, das mães, cresceu. A dedicação à maternidade era tão valorizada que era aclamada em concursos, sendo destacada, inclusive, em capas de revista, segundo conta a historiadora Mary Del Priore, autora de “História das Mulheres no Brasil”.

Mas, anos antes disso, a data já era comemorada no Brasil. Segundo o professor, na maioria das igrejas cristãs já existiam homenagens, principalmente ligadas à igreja pelo fato de maio ser reconhecido como o mês de Maria, a mãe de Jesus. 

No Brasil, a Igreja Católica incorporou a tradição em 1947, por iniciativa de D. Jaime de Barros Câmara, então cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro.

Fonte: HORA SC

Comente