SC

Delegado desmente que filha se inspirou em Suzane Von Richthofen para matar policial civil em SC

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Polícia Civil desmentiu o boato de que a adolescente de 12 anos se inspirou em Suzane Von Richthofen para matar o pai, o policial civil, Neife Werlang, de 46 anos, em São Miguel do Oeste, no Oeste de Santa Catarina. Boatos sobre a informação circularam nas redes sociais durante o fim de semana.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

No domingo (17), o delegado titular da Divisão de Investigação Criminal de São Miguel do Oeste, João Westphal, informou ao portal Peperi que a jovem suspeita de matar o pai não citou o caso da família Von Richthofen como motivador do crime durante o depoimento dado para a Polícia Civil.

De acordo com o delegado, o caso é muito sensível e qualquer possível influência de alguma história famosa ou mesmo a atuação de grupos voltados a ataques serão divulgados. Porém, por enquanto, nada se observou com relação a isso.

Na noite de sexta-feira (15), o Corpo Bombeiros foi chamado para atendeu uma vítima ferida por golpes de faca, no bairro Agostini, em São Miguel do Oeste. Ao chegar no local, os bombeiros militares encontraram Neife, já em óbito com pelo menos três ferimentos de faca na região do pescoço.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

As polícias Militar e Civil, além do IGP (Instituto Geral de Perícias), foram chamados para realizar os primeiros levantamentos e iniciar as investigações. Durante a noite de sexta e início da manhã de sábado (16), a equipe da DIC apurou que duas adolescentes, entre elas a filha do policial, a filha do policial civil e uma amiga, foram as responsáveis pelo crime.

No interrogatório, as jovens apreendidas com o apoio da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente à Mulher e ao Idoso) confirmaram que o ataque foi planejado. As causas do crime não foram divulgadas com o objetivo de não atrapalhar as investigações.

Fonte: OCP News


Comente