Santa Catarina

Doses contra a Covid-19 para crianças chegam a Santa Catarina

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O lote de vacinas pediátricas da Pfizer para a imunização de crianças de 5 a 11 anos contra o novo coronavírus chegou a Santa Catarina por volta das 11h57min. O voo veio de Guarulhos, São Paulo.

RECEBA NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

O voo esperado para trazer as doses, que estava previsto para o começo da manhã, veio apenas com vacinas contra febre amarela e as doses contra a Covid-19 foram enviadas em um novo horário.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

“Houve uma reprogramação de última hora no envio das doses, por parte do Ministério da Saúde (MS), que só foi informada à SES/SC nesta manhã”, disse a Dive/SC por meio de nota. A nova previsão é que as doses cheguem ao estado às 14h05min desta sexta.

A alteração, por parte do MS, não mudará a programação de distribuição de vacinas para as UDVEs, prevista para ocorrer no sábado (15), a partir das 7h. O estado de Santa Catarina está preparado para iniciar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos, a partir do recebimento dessas doses, segundo a Dive/SC.

Florianópolis inicia a vacinação de crianças no próximo sábado (15)

No sábado (15), Florianópolis começa a vacinação das crianças. De acordo com o prefeito Gean Loureiro, quem vacinar vai ganhar muda de Pitanga, jabuticaba, gabiroba, Ipe, ingá. Todas nativas produzidas no Monumento Natural da Lagoa do Peri e Parque do Córrego Grande.

Contas do Ministério da Saúde não fecham para vacinação infantil

Por: SBT News

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, na manhã de quinta-feira (13), que até o fim de março, 20 milhões de doses da vacina pediátrica da farmacêutica Pfizer vão chegar ao Brasil. O pronunciamento foi feito durante a entrega do primeiro lote de 1,2 milhão de doses de imunizantes para crianças de 5 a 11 anos, em Guarulhos, no Centro de Distribuição do Ministério da Saúde. 

“Até o fim de março teremos 20 milhões de doses da vacina infantil. A vacina poderá ser aplicada nos filhos dos pais que assim desejarem, atendendo os critérios estabelecidos pela Anvisa”, diz o ministro.

As vacinas chegaram, na madrugada da última quinta, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, São Paulo. A remessa trouxe 1.248 milhões de doses e vai compor, segundo o ministro da Saúde, o total de 4,3 milhões de vacinas recebidas em janeiro. 

A promessa de 20 milhões de doses até o fim de março leva em conta somente a primeira dose pediátrica, já que, de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), feito em 2010, são cerca de 21,8 milhões de crianças no país. Já as projeções de população do instituto estimam que, em 2021, o país tinha 20,5 milhões de crianças na faixa etária de 5 a 11 anos, o correspondente a 9,6% da população e 500 mil crianças a mais que o planejado para março. 

De acordo com o Ministério da Saúde, vão ser 4,3 milhões de doses entregues em janeiro, 7,3 milhões em fevereiro e 8,4 milhões em março, para completar as 20 milhões de imunizantes pediátricos.

No entanto, com o intervalo de oito semanas entre as duas doses da vacina pediátrica, a conta não fecha. Sem previsão para a compra da segunda dose do imunizante, que deve ser aplicado entre os meses de março, abril e maio nas crianças que receberam as vacinas, respectivamente, em janeiro, fevereiro e março, a segunda dose da população infantil não está garantida.

Cidades e estados já se preparam para o início da imunização de crianças. A prefeitura de São Paulo informou, nesta 5ª feira (13.jan), que a vacinação infantil contra a covid-19 deve ser iniciada a partir da próxima 2ª feira (17.jan). De acordo com o Ministério da Saúde, a distribuição segue o critério populacional. Por isso, São Paulo, unidade federativa mais populosa, receberá mais de 1/5 das doses. Após a entrega dos imunizantes pelo Ministério da Saúde, estados e o DF vão estabelecer o calendário para iniciar a vacinação de crianças.

Os imunizantes pediátricos chegam ao país quase um mês após o uso ser liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 16 de dezembro. 

Do Centro de Distribuição, em Guarulhos, as doses vão ser levadas para o Distrito Federal, estados e municípios. O Ministério da Saúde afirma que para 2022, o Governo Federal assinou um contrato para aquisição de mais de 100 milhões de doses da Pfizer, mas a pasta não esclareceu se vai haver o acordo para que a farmacêutica forneça mais vacinas pediátricas.

Fonte: SCC10


Comente