Eleição

Eleições 2020: Eleitor deve tomar cuidados para votar

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Neste domingo (15) acontece o primeiro turno das eleições municipais, e os locais de votação abrirão uma hora mais cedo, funcionando das 7h às 17h. O horário das 7 às 10 horas será preferencial para as pessoas com mais de 60 anos. O uso da máscara será obrigatório para todos os eleitores e não será permitido se alimentar, beber ou fazer qualquer outra atividade em que seja necessária a retirada da máscara. 

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

Mais do que nunca, é importante que o eleitor se organize para que fique no local apenas o tempo suficiente para votar. Antes de sair de casa, ele deve conferir o local e a seção de votação, pois pode ter havido mudança. Levar a “cola” com os números dos candidatos e uma caneta – para evitar contato com objetos utilizados por outras pessoas – também facilitarão a vida do eleitor. 

Quando chegar a vez de votar, o eleitor mostrará o documento de identificação oficial com foto a distância para o mesário, ou o celular com o e-Título.

Se possível, o cidadão não deve levar crianças e acompanhantes, pois quanto menos pessoas, menor o risco. E se o eleitor estiver com febre ou tiver tido Covid-19 nos 14 dias anteriores às eleições, ele não deve comparecer para evitar o contágio de outras pessoas. 

No local de votação, os eleitores devem manter a distância mínima de um metro uns dos outros, na fila de votação, e devem evitar cumprimentos como abraços e apertos de mão. É importante também a higienização das mãos antes e depois de votar.  De acordo com a Justiça Eleitoral, será disponibilizado álcool 70% em todas as seções. 

Ausência

O eleitor que estiver fora de seu domicílio eleitoral no dia da eleição pode justificar sua ausência pela internet, por meio do aplicativo móvel e-Título. Assim, ele evita ir a um local de votação apenas para isso. É possível justificar a ausência em até 60 dias após cada turno, apresentando, se necessário, documentos que comprovem o motivo da falta, como atestado médico, por exemplo. 

Fonte: Jornal Fato


Comente