Rio do Campo

Falso Curandeiro em Rio do Campo Novidades do Caso

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Um homem de 40 anos, além de pegar 11 anos e oito meses de prisão, também foi condenado a pagar R$ 40 mil como valor indenizatório por danos morais sofridos a vítima de estupro, uma menina de 12 anos.

De acordo com informações do Ministério Público de Santa Catarina – MPSC, o acusado se apresentava como curandeiro e dizia que poderia resolver o problema da adolescente.

Segundo a denúncia, o homem prevaleceu-se da vulnerabilidade da vítima e com a falsa promessa de usar seu “poder de cura” para acabar com os problemas e pesadelos da menina, e, assim, a estuprou duas vezes.

Veja mais na matéria em vídeo

Falso Curandeiro em Rio do Campo Novidades do Caso

O MPSC  disse ainda que, o autor do crime, após concretização do ato, levou a vítima para casa e a fez tomar banho de sal grosso, “para tirar os resíduos do cemitério”. 

+ Faça parte do nosso grupo de Notícias no WhatsApp, clique Aqui!

Além disso, ele também teria dito à mãe da menina, que retornaria para fazer mais três “sessões” para “livrar” a adolescente do mal o quanto antes, se não ela poderia morrer. 

Falso Curandeiro em Rio do Campo
A condenação atende na íntegra a ação penal proposta pelo Promotor de Justiça Thiago Ferla

Os estupros foram cometidos no dia 7 de dezembro de 2020 e o acusado está preso. Ele foi preso preventivamente três dias depois do crime. 

Já a sentença foi proferida nesta terça-feira (9/2) pela juíza da Vara Única da Comarca de Rio do Campo, Griselda Rezende de Matos Muniz Capellaro. 

O Falso Curandeiro em Rio do Campo, foi condenado à 11 anos de prisão e ainda terá que indenizar a vítima em R$ 40 mil reais

Veja mais detalhes no vídeo acima.

Município poderá multar em até R$ 150 mil quem furar fila de vacinação contra a covid-19. Saiba mais, clique aqui


Comente