Brasil

Grupo criminoso vendia carne de cavalo para lanchonetes

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Um grupo criminoso suspeito de vender carne de cavalo para lanchonetes de Caxias do Sul é alvo de operação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) deflagrada na manhã desta quinta-feira (18). Seis mandados de prisão preventiva e 15 de busca e apreensão foram expedidos referentes a oito alvos.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Conversas interceptadas pelo MP com autorização da Justiça, revelaram que o grupo investigado abastecia estabelecimentos da cidade com grande quantidade de carne (em forma de hambúrgueres e bifes) provenientes do abate clandestino de equinos, suspeita que foi confirmada por meio da realização de perícias em duas hamburguerias de Caxias do Sul, onde foi encontrada presença de DNA de cavalo nos lanches. Também eram misturadas carnes de peru e suíno.

Ainda segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Segurança Alimentar, “eram distribuídos em torno de 800kg semanais”.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O grupo não possui autorização para o abate e comercialização de nenhum tipo de carne, informou o Ministério Público. Assim, as atividades de abate, beneficiamento, armazenamento e comercialização vinham ocorrendo sem qualquer fiscalização.

Fonte: SCC10


Comente