Santa Catarina

Incêndio que matou família em SC pode ter sido criminoso, diz polícia

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Polícia Civil trabalha na investigação para identificar as causas do incêndio em uma casa que matou uma família inteira no último sábado (8), no bairro Esperança, em São Domingos, no Oeste Catarinense. Quatro pessoas e dois animais domésticos morreram carbonizados. Dentre as vítimas estão Raquel Alves, de 31 anos, Neocir Rodigheri, de 34 anos, e os filhos do casal Maria e João Rodigheri, de 10 e 11 anos, respectivamente.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

O delegado de polícia responsável pelas investigações, José Danezi Neto, deverá ouvir nos próximos dias algumas testemunhas. Além disso, o laudo dos exames realizados nos corpos também servirá para dar sequência na investigação da polícia, que não descarta ter sido criminoso.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

“Até o momento não é possível dizer as causas do início devido às complexidades da situação. A Polícia Civil segue com a investigação criminal, vai ouvir testemunhas nos próximos dias, juntar os laudos periciais nos exames realizados a fim de determinar se o incêndio foi gerado por uma conduta humana ou acidente doméstico”, esclarece o delegado.

O incêndio

O incêndio aconteceu por volta das 6h30 de sábado (8) na rua Humberto Valdir Lodi, esquina com a rua São Domingos. O Corpo de Bombeiros esteve na casa para conter as chamas e tentar resgatar algum morador com vida. Porém, toda a casa ficou destruída e os bombeiros encontraram os corpos das quatro pessoas entre os escombros da casa de madeira.

Atenderam a ocorrência a Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, o IGP (Instituto Geral de Perícias) e o IML (Instituto Médico Legal).

Tanto o Corpo de Bombeiros como o IGP realizaram os exames e a coleta de material para identificação das causas do incêndio. Porém, dada a complexidade do ocorrido, ainda não se sabe a origem.

Fonte: ND Mais

Comente