Brasil

Jovem de SC compra PlayStation 5 pela internet e recebe dois tijolos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Um trabalhador autônomo, de 26 anos, teve uma péssima surpresa após receber a caixa de uma compra que fez pela internet na quinta-feira (8). Ao abrir o pacote do que seria um PlayStation 5, o jovem descobriu que recebeu um tijolo no lugar do aparelho e de seus acessórios. O caso aconteceu em Concórdia, no Oeste catarinense. Os tijolos estavam em uma caixa de sapato.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

O jovem, que prefere não se identificar, contou ao ND+ que encontrou o aparelho pelo Marketplace do Facebook, que é um espaço virtual onde se faz comércio eletrônico no sentido mais amplo.  

“Chamei o vendedor, pois me interessei no produto, aí conversamos por áudio. Acabei indo na confiança da pessoa, fizemos um acordo, fiz a transferência e chegou os dois tijolos”, disse a vítima que recebeu algumas fotos e vídeos do aparelho pelo WhatsApp. 

A compra: ele já desconfiava 

O jovem comprou o videogame por R$ 3.500,00. No ato do acordo, pagou R$ 1.712,00 antecipado e fez um PIX de R$ 150,00 pelo frete do produto. 

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

“Desconfiei quando fiz a transferência, pois ele me bloqueou no Facebook e parou de responder no WhatsApp. Aí analisei que o comprovante não fechava com o produto real, mas mesmo assim esperei chegar para comprovar que cai num golpe”, detalhou. 

Nas conversas, o vendedor disse ter 22 anos, cursar Enfermagem e morar no município de Passos, em Minas Gerais, a 1.178 km de Concórdia. Inclusive, enviou fotos de seus documentos pessoais para passar confiança ao comprador. 

Após cair no golpe, o morador de Concórdia precisou vender alguns pertences para evitar mais dor de cabeça. “Eu to sem dinheiro, peguei do meu limite em conta para comprar o videogame, agora tive que vender algumas coisas para pagar o limite”, lamenta.

“É uma coisa que não desejo nem para o pior inimigo. Não é um dinheiro que cai do céu”, finalizou. O caso foi registrado em um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil de Concórdia. 

Recomendações 

Esse tipo de golpe tem se multiplicado no país, pois é necessário ficar atento a alguns detalhes. Se a compra foi realizada em um site idôneo, geralmente o consumidor é reembolsado caso não receba o produto, mesmo que o portal seja apenas um intermediário entre uma loja e o cliente — o chamado marketplace.  As informações são da Exame Invest. 

Nas compras feitas diretamente de lojas conhecidas, o desvio pode acontecer no transporte da loja até o cliente, por exemplo. Mesmo assim, após investigação, as varejistas costumam reparar o dano ao consumidor.

Fonte: ND+


Comente