Santa Catarina

Mais de 45 mil pessoas não tomaram a segunda dose da vacina CORONAVAC em SC

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Conforme estimativa da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, com base na distribuição de doses da vacina contra a Covid-19 aos 295 municípios catarinenses, 45,5 mil pessoas ainda não receberam a segunda dose da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, dentro do intervalo recomendado que é de, no máximo, 28 dias.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui!

No caso da vacina Astrazeneca, como a primeira remessa recebida pelo estado foi no dia 24 de janeiro, as pessoas que tomaram a primeira dose desta vacina ainda estão dentro do intervalo recomendado para a aplicação da segunda dose, tendo em vista que o intervalo é de três meses entre a primeira e a segunda dose.

Considerando que essa situação pode estar relacionada ao registro das informações, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) orientou às equipes regionais e municipais sobre a necessidade de manter o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) atualizado. Além disso, é necessário realizar a busca ativa das pessoas que não compareceram para o recebimento da segunda dose.

Vale salientar que ambas as vacinas necessitam de duas doses para uma proteção contra a doença. Assim, é fundamental que as pessoas que já receberam a primeira dose estejam atentas à data agendada para o recebimento da segunda dose.

Novas doses da Coronavac e AstraZeneca

Santa Catarina recebeu mais um lote de vacinas da Coronavac e da AstraZeneca/Fiocruz. Segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), serão 82 mil doses da Coronavac e 141 mil doses da AstraZeneca, que serão destinadas à cobertura vacinal de idosos entre 65 e 69 anos, trabalhadores da saúde, forças de segurança, e aplicação da segunda dose.

A previsão da SES é de que a distribuição inicie ainda nesta quinta-feira. Até agora, o Estado já recebeu 1,47 milhão de doses do Ministério da Saúde. A maioria (1,2 milhão) é da Coronavac e outra parcela da AstraZeneca (230 mil). Do total, foram aplicadas 1,05 milhão, cerca de 71,7% do total.


Comente