Alto Vale

Mais um incêndio em estufa de fumo no Alto Vale

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada na manhã deste domingo (31), as 7h40 para atendimento de um incêndio em estufa de secagem de fumo na estrada geral Rio das Pacas, em Vidal Ramos.

Faça parte do nosso grupo de Notícias no WhatsApp, clique Aqui!

No local foi constatado se tratar de uma estrutura com duas estufas em fase de diminuição das chamas, somando uma área de 88 m² danificadas e a varanda com 88 m² foi protegida.

Na primeira estufa secavam aproximadamente 70 arrobas de fumo e na segunda cerca de 60 arrobas, o proprietário estima um prejuízo de R$50.000,00 e salvados de R$5.000,00, foram utilizados três mil litros de água para combate e rescaldo, na safra passada a guarnição já havia atendido um incêndio na mesma estrutura.

Incêndio em estufa de fumo, em Vidal Ramos
Incêndio em estufa de fumo, em Vidal Ramos

O proprietário informou que cerca de quarenta minutos antes estava na estufa sendo que se encontrava na normalidade, quando foi para o interior de sua residência que fica próxima para tomar café da manhã, momento em que ouviu o barulho de eternit quebrando, saindo da casa já avistou as chamas saindo pelo telhado, correu desligar o disjuntor do medidor de energia e cortou a fiação enquanto a esposa fez contato com o 193.

Como evitar incêndio em estufa de fumo

O bombeiro e assessor de comunicação da corporação dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio, Alex de Lima, alerta sobre os cuidados que devem ser tomados em estufas de secagem do tabaco neste período. Uma das principais formas de prevenir um incêndio em qualquer tipo de estufa, é a manutenção constante, como as instalações elétricas e limpeza interior.

“Os Bombeiros Voluntários alertam para esta época do ano com os cuidados na secagem do fumo em estufas, principalmente se tratando da manutenção física e elétrica constante, limpeza e todos os cuidados preventivos da estufa”.

As estufas com o ar forçado dependem da energia elétrica para o funcionamento, e a falta dela pode desencadear combustão. Já as estufas convencionais possuem encanamento no interior da estrutura, e são mais propícias para ocasionarem incêndio, já que qualquer material combustível que caia em cima dos canos, pode ocasionar as chamas.
Sobre a orientação quando já estiver acontecendo o incêndio, Alex explica que o fumicultor deve fechar todas as entradas de ar da estufa para abafar o fogo, além disso, outra dica é desligar a rede de energia elétrica e desconectar os cabos da bateria dos equipamentos auxiliares.

“Em hipótese alguma se deve jogar água na fornalha e nem quebrar o telhado, pois a repentina entrada de ar no local superaquecido, poderá provocar uma explosão e assim propagar o incêndio”.

Ele lembra que a maioria das estufas de fumo ficam no interior dos municípios e ao acionar a Corporação, orienta-se que alguém fique na entrada da propriedade ou do acesso mais próximo para orientar rapidamente a equipe até o local do incêndio.

COMO EVITAR

– Manter o controle constante da temperatura da fornalha, com vigilância permanente no local e sem apressar o processo de secagem.

– Realizar periodicamente a limpeza e manutenção dos dutos e do interior da estufa, pois o acúmulo de resíduos pode provocar um processo de autoignição no seu interior.

– Providenciar instalações elétricas independentes para a estufa, evitando um superaquecimento da fiação.

– Manter a ventilação forçada da estufa em boas condições.– Sempre que possível, construir a estufa a uma distância mínima de cinco metros de outras edificações (residência, galpão, garagem de maquinário) para evitar a propagação das chamas.

– Em caso de incêndio, fechar todas as entradas de ar do local para diminuir a oferta de oxigênio.

Descuido é a principal causa dos incêndios em estufas

Canos furados, sistema elétrico sobrecarregado, falta de atenção em relação à temperatura do forno e outros descuidos com o manuseio e as condições das estruturas são as principais causas dos incêndios em estufas de tabaco.


Comente