SC

Menino de 11 anos leva tiro ao atravessar propriedade particular em SC

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Um menino de 11 anos levou um tiro na quarta-feira (21), por volta das 20h na rua Esaú Bayer Laus, em Tijucas. De acordo com o portal O Município, ele foi atingido pelo disparo de arma de fogo após atravessar uma propriedade particular com alguns amigos.

Segundo O Município, a ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, a criança foi encontrada consciente e orientada. No hospital para o qual foi encaminhada, foram identificadas duas perfurações na altura do quadril e os médicos confirmaram ser projétil de arma de fogo.

De acordo com o portal, a lesão foi superficial, nenhum órgão da vítima foi atingido e ela foi liberada para ficar com os pais para irem até a delegacia de Polícia Civil de Itapema. O possível autor do disparos foi encaminhado para realizar o exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Tijucas.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Relato da vítima

A vítima contou que atravessava uma propriedade com alguns amigos quando ouviu um grito de um homem e, logo após, ouviu também dois disparos de arma de fogo. Disse que começou a correr com os amigos quando percebeu que os tiros haviam lhe atingido. 

No entanto, a vítima reconheceu o dono da propriedade e a informação foi confirmada por mais duas crianças que haviam estado no momento do crime. De acordo com elas, era um senhor de 61 anos o autor dos disparos.

Busca pelo autor dos disparos

Ainda de acordo com o portal O Município, após o primeiro atendimento, a polícia solicitou reforço e se deslocou até a residência onde as crianças afirmaram que o homem estava. Ao chegarem no local, tentaram verbalizar mas não obtiveram resposta, porém, havia o som de um rádio que tocava no interior do imóvel.

Após tentativas de contato verbais sem sucesso, decidiram arrombar a porta, porém, nada ilícito nem ninguém foi encontrado. Após se deslocarem do imóvel vazio, a viatura policial teve êxito em abordar um homem suspeito que caminhava por uma rua próxima. Ele estava na posse de uma faca de serra no bolso e levava uma bicicleta.

Indagado sobre ser o autor do crime, o senhor que tinha 61 anos negou. Ele então foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para fazer o exame de corpo de delito. Após o a realização do exame, se deslocaram até a delegacia da Polícia Civil com o autor para que os procedimentos cabíveis fossem tomados.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Enquanto a criança era liberada do hospital e o homem realizava o exame no IML, uma segunda viatura se deslocou até a residência do possível autor do crime para realizar uma busca intensa no perímetro, mas não obtiveram sucesso.

Fonte: CLIC RDC


Comente