Salete

Mesmo com chuva, Salete segue em situação de alerta sobre estiagem

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Em Santa Catarina, 20 municípios estão situação crítica devido à estiagem (veja lista abaixo), segundo dados do comitê de crise do governo do Estado. O resultado representa uma melhora no cenário em relação a duas semanas, quando o Estado tinha 25 municípios nesta situação.

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

De acordo com o comitê, a melhora está relacionada com o bom volume de chuvas na segunda quinzena de novembro. Apesar disso, algumas localidades, especialmente no Oeste e no Extremo-Oeste, registraram precipitações 60 mm abaixo do esperado para o mês.

Embora tenha havido redução no número de municípios em situação crítica, a tendência é de que aumente a quantidade de cidades em situação de emergência reconhecidas pela Defesa Civil estadual. Isso acontece pela demora na apresentação de documentos para comprovação da crise hídrica.

No período, saíram da situação crítica as cidades de Bom Jesus do Oeste, Brusque, Chapecó, Cordilheira Alta, Cunha Porã, Cunhataí, Formosa do Sul, Santa Helena e São João do Oeste. Já em Dionísio Cerqueira, São Miguel de Boa Vista, Tunápolis e Zórtea, a estiagem piorou e os municípios foram adicionados à lista.

O estado crítico significa que os mananciais utilizados para abastecimento da população estão afetados significativamente, sendo necessárias ações de rodízio prolongadas, intervenções de infraestrutura hídrica e ajuda humanitária. 

No Alto Vale, Salete continua em situação de alerta. Rio do Oeste, que antes estava na mesma condição, teve uma leve melhora no quadro e agora está em situação de atenção. Trombudo Central, Aurora, Ibirama, Imbuia e Chapadão do Lageado também recebem esta classificação.

Apesar da melhora na situação, o governo ressalta que boa parte do Estado vem sendo atingido pela estiagem. Segundo o comitê, em 45 cidades (15% dos 295 municípios) os efeitos são fracos e em 104 (35%) moderados. Já em 56 municípios (19%), a estiagem é considerada severa, enquanto em 72 (24%) ela é extrema e em 11 (4%) é considerada excepcional, com forte prejuízo ao abastecimento humano e à agropecuária.

Ao todo, 288 dos 295 municípios possuem algum déficit hídrico.

Municípios em situação crítica por falta de abastecimento:

– Abdon Batista

– Águas Frias

– Araquari 

– Arroio Trinta

– Bandeirante   

– Coronel Martins

– Dionísio Cerqueira

– Entre Rios

– Iporã do Oeste

– Maravilha

– Monte Carlo

– Nova Erechim 

– Nova Itaberaba 

– São Miguel da Boa Vista

– São Miguel do Oeste

– Seara

– Tunápolis

– Vargeão

– Xaxim

– Zórtea


Comente