Santa Catarina

Moisés exonera 27 pessoas de cargos da administração estadual

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

No primeiro Diário Oficial publicado depois da volta do governador Carlos Moisés (PSL) ao cargo, 27 pessoas foram exoneradas de cargos públicos na administração estadual. Alguns nomes haviam sido escolhidos pela então governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido). As informações foram publicadas no Diário Oficial de sábado (28).

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

Entre os nomes que haviam sido escolhidos pela então governadora em exercício estão o secretário da Casa Civil Ricardo Miranda Aversa, o chefe da Secretaria Executiva da Casa Militar, Sinval Santos da Silveira Júnior, o procurador-geral do Estado de Santa Catarina, Luiz Dagoberto Corrêa Brião, o Secretário Executivo de Comunicação, Carlos Rocha dos Santos, e o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Henry Quaresma. Todos eles foram substituídos.

Dos 27 exonerados, pelo menos seis foram indicações diretas de Daniela. A maioria deles trabalhava como assessor, assistente ou consultor alocado na Casa Civil ou no Gabinete do Governo.

Novos nomes

Ainda nesta mesma edição do Diário Oficial, Moisés nomeou outras 18 pessoas. No documento, o governador também tornou sem efeito a exoneração de Flamarion Da Silva Lucas do cargo de Diretor Do Hospital Infantil Joana De Gusmão, em Florianópolis, realizada em 26 de novembro.

Confira abaixo algumas nomeações de Moisés:

  • Secretário de Estado da Administração: Jorge Eduardo Tasca
  • Chefe da Casa Civil: Eron Giordani
  • Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável: Celso Lopes de Albuquerque Junior
  • Secretário Executivo de Articulação Nacional: Lucas de Souza Esmeraldino
  • Procurador-Geral do Estado: Alisson de Bom de Souza
  • Chefe da Secretaria Executiva da Casa Militar: André Alves
  • Secretário Executivo de Comunicação: Jefferson Douglas da Silva

Afastamento e absolvição

Moisés estava afastado do governo do estado enquanto respondia a um processo de impeachment. O julgamento ocorreu na sexta-feira (27) e ele foi absolvido por seis votos a três, com uma abstenção. Com a volta de Moisés, Daniela retornou ao cargo de vice-governadora de Santa Catarina.

Ele estava afastado do cargo de governador desde 27 de outubro. Isso ocorreu porque o tribunal especial, em sessão de 24 de outubro, decidiu aceitar a denúncia contra ele e rejeitar a parte referente à vice-governadora. Por causa disso, ela assumiu como governadora interina desde que Moisés foi afastado.


Comente