Alto Vale

Morador do Alto Vale cria projeto pioneiro

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

No passado o pai do rio-sulense Jeferson Vieira, comprava e trocava produtos como açúcar, farinha e café por outros itens que ele revendia pela região. Os anos passaram, muita coisa mudou, mas o filho resolveu fazer algo parecido, desta vez com o auxílio da tecnologia. Através do “Produtos Coloniais” o empreendedor quer conectar os consumidores a pequenos produtores rurais através da venda de kits com sabores de diversos municípios do Alto Vale.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Ele conta que cada vez mais as pessoas têm procurado adquirir produtos coloniais por uma questão de saúde e foi pensando nisso que ele teve a ideia do projeto.  “As pessoas estão buscando comidas menos processadas, sem conservantes e com um valor nutricional e temos aqui no Alto Vale uma legião de produtores rurais e pequenas agroindústrias familiares, mas percebemos que eles têm uma dificuldade da comercialização. Por outro lado temos o mercado virtual que ganha cada vez mais espaço, mas do qual eles acabam ficando de fora”, explica.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Com a renda da família impactada pela pandemia, Jeferson e a esposa resolveram tirar a ideia do papel e montar uma espécie de comércio online de kits com diversos produtos coloniais que vão desde queijos e geleias, até sucos e vinhos.  Por enquanto as vendas são feitas através das redes sociais, mas a família já planeja para o final de julho o lançamento do site, onde além dos kits, o consumidor vai poder comprar também produtos de forma unitária. “Hoje as pessoas já se sentem seguras para comprar pela internet, inclusive comida de verdade que é o que nós estamos oferecendo. A gente faz essa intermediação para o produtor”, opina.

Para lançar o projeto Jeferson conta que já optou por uma iniciativa bem diferente: o crowdfundingque é uma espécie de apoio financeiro para o início de uma empresa com direito a recompensa, nesse caso um kit com produtos coloniais com valor promocional. Os co-fundadores também terão direito a descontos nos próximos kits.

A curadoria também é feita pela família de Rio o Sul que visita os produtores e seleciona os produtos que são colocados nos kits. “Em cada cidade são selecionados de oito a 10 produtores que tenham o selo de inspeção, tudo regularizado e que acreditem no nosso projeto, porque não estamos tirando o rótulo do produtor, mas sim ajudando nas vendas e fazendo essa logística. Se depois o cliente quiser comprar direto do produtor não tem problema nenhum”.

A intenção é também resgatar a memória afetiva dos consumidores. “Quantas pessoas nasceram aqui no Alto Vale e moram em outras regiões, estados e até país agora podem comprar esses produtos e lembrar dos sabores daqui com muito mais facilidade de acesso? Nós vamos fazer essa conexão e isso ajuda inclusive os produtores a se manterem na propriedade, ajuda a movimentar a economia porque o dinheiro fica na cidade onde ele mora e ainda ajuda a preservar a nossa cultura, as nossas tradições”, finaliza.

Quem quiser adquirir os produtos antes mesmo do lançamento do site pode contatar a família pelas redes sociais ou pelo telefone (47) 9 9993-7645.

Fonte: Diário do Alto Vale


Comente