Santa Catarina

Mulher é encontrada amarrada e morta em SC

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma mulher de 21 anos foi encontrada morta em uma quitinete na Rua Lontras, localizada no bairro Rio Morto, em Indaial, na manhã dessa sexta-feira (11).

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

A mulher morava sozinha. Contudo, o último contato que teve com a família foi na terça-feira (8). Preocupado com o sumiço da jovem, o pai resolveu ligar para a Polícia Militar (PM) e registrar um boletim de ocorrência policial para providências cabíveis.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O pai explica que havia conversado normalmente com a filha na manhã de terça (8). Disse também que a jovem comunicou que no sábado “precisava resolver umas coisas”. Após não conseguir mais falar com ela, o pai saiu da cidade de Foz do Iguaçu, local onde reside, e foi verificar o que teria acontecido com a filha. 

PM

De acordo com as informações da PM, o pai relatou o desaparecimento da vítima e disse ter visto um corpo caído dentro da residência parecido com o da própria filha. As guarnições, ao chegarem no endereço mencionado, encontraram a casa da vítima trancada por fora e sem chaves, sendo necessário o uso de meios alternativos para acessar o interior do local.

Dentro da casa, a polícia sentiu um forte odor fétido de cadáver. Além disso, foi verificado sinal de luta corporal no ambiente, pois os móveis estavam revirados e atrás do sofá havia um corpo de uma mulher usando calça jeans e casaco vermelho.

O corpo apresentava face de cor arroxeada, bem como as mãos, a boca e o nariz. Eles estavam envolvidos com um material semelhante à fita crepe ou esparadrapo, revelando, assim, sinais de asfixia mecânica. A polícia acredita que o motivo da morte tenha sido por asfixia, levando a crer em possível homicídio doloso, ou seja, quando há a intenção de matar.

TESTEMUNHA

Uma testemunha informou que o veículo da mulher não estava no local, e que na segunda-feira passada (7), viu um homem almoçando com a jovem. Tendo em vista que o carro da vítima não foi encontrado, a PM aponta, então, a situação como possível roubo seguido de homicídio doloso. 

Moradores da região informaram, também, que o corpo da mulher foi encontrado amarrado dentro de um quarto.

No local, estiveram a Polícia Militar, Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) para investigar a situação.

Fonte: Misturebas


Comente