Mundo

MUNDO: Pescadores ficam Milionários com “Ouro flutuante” de R$ 10 milhões

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Pescadores do Iêmen encontraram um verdadeiro tesouro dentro da carcaça de uma baleia cachalote. Cerca de 130 quilos de âmbar-gris, algo como “vômito” do cetáceo, estavam lá esperando por eles. A substância é utilizada na fabricação de perfumes, como fixador, e tem valor considerável no mercado. De acordo com o The Independent, o achado vai render 1,1 milhão e libras – cerca de R$ 10 milhões – ao grupo.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Após receber um aviso de que o cadáver do animal estava boiando, próximo ao Golfo de Aden, eles arrastaram o corpo até a costa. Abriram o corpo e assim encontraram o tesouro.

“O cheiro estava muito forte e tivemos a sensação de que havia alguma coisa naquela baleia”, disse um dos pescadores à BBC.

“Decidimos enganchar a baleia, levá-la até a costa e cortá-la para ver o que havia dentro de sua barriga e, sim, era âmbar-gris. O cheiro não era muito bom, mas o dinheiro…”

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O âmbar-gris é conhecido como “ouro do vômito”, ou ainda “ouro flutuante”, formado no estômago dos cachalotes. É uma substância rara, difícil de ser encontrada, mas que costuma fazer milionários, principalmente pescadores.

O corpo da baleia cachalote e a fortuna em forma de âmbar

Fonte: ND+


Comente

banner-delta-ativa