Alto Vale

Pesquisa aponta variação de até 800% em preços do material escolar

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma pesquisa realizada pelo Procon de Rio do Sul, apontou que o preço de alguns materiais escolares pode variar até 800% na cidade. O levantamento foi feito em parceria com cinco empresas do município. Diante desse cenário o órgão busca orientar os consumidores sobre as formas de economizar na hora das compras.

    O item que teve a maior variação, a de 800%, foi o caderno de caligrafia. Nos estabelecimentos consultados eles poderiam custar de R$ 0,50 até R$ 4,50. Em seguida na lista dos itens com maior variação está o apontador, cujo preço pode variar 400% e o kit com seis canetas hidrocoloridas que teve diferença de 237,50% do valor entre os estabelecimentos.

    O diretor do Procon de Rio do Sul, Vanderlei Waldrich comenta que oito empresas foram convidadas a participar da pesquisa, mas apenas cinco aceitaram o convite. “O objetivo é criar no consumidor essa consciência da importância da pesquisa, tanto que nós verificamos que tem item que teve uma diferença de 800%”, afirma.

    Ele esclarece ainda que o levantamento não levou em conta as marcas e que o principal critério era o menor preço para pagamento à vista. Ao todo foram avaliados 26 itens que constam nas principais listas de material escolar.

    Vanderlei destaca que para economizar, a orientação do órgão aos pais é fazer a compra coletiva. “A dica é que os pais se organizem para fazer uma compra coletiva no atacado, que dá uma diferença bem grande. Outra recomendação é evitar de levar as crianças na hora das compras, porque elas acabam influenciando os pais na escolha das marcas, dos personagens, o que acaba elevando o preço”, orienta.

    Outro alerta é em relação aos itens que constam na lista de materiais escolares de unidades públicas e particulares que pode conter apenas produtos de uso individual dos estudantes e nunca coletivos. “As escolas não podem solicitar material de uso coletivo como pincel para quadro, papel toalha, papel higiênico, copos, entre outros itens. Se qualquer pai tiver alguma dúvida em relação ao que está sendo pedido também pode entrar em contato conosco aqui no Procon de Rio do Sul”, finaliza.

Reportagem: Helena Marquardt/DAV


Comente