Santa Catarina

Polícia divulga motivação do Sequestro da menina Fabíola, detalhes surpreende!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O caso do sequestro da menina Fabíola em Palhoça – Santa Catarina comoveu a internet e principalmente a população do local onde ocorreu o crime. A menina de 4 aninhos foi arrancada dos braços de sua mãe no dia na noite do dia 18/12.

De acordo com a família da menina, o casal que cometeu o crime já vinha sondando a criança e no dia subiram a escada da residência e bateram na porta e usaram uma frase para enganar algum familiar que atendesse dizendo, “Abre a porta mãe”, e quando Simone abriu a porta, já de imediato foi agredida covardemente pelo homem, que após lhe agredir na cabeça, golpeou uma facada, que então, a mulher de aproximadamente 23 anos, levou a criança.

Até o momento nos perguntávamos qual era a motivação para o rapto da criança? Como esse casal trabalhava? Além de Fabíola, tiveram mais crianças que sofreram delito pelo casal?

A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (30) o resultado do inquérito e surpreendeu a todos com os principais motivos que motivaram os criminosos a sequestrar a criança. Em entrevista a imprensa o delegado responsável pelo caso a principal motivação do casal era o abuso sexual de crianças e pornografia infantil.

Fabíola não foi a única vitima do casal, o delegado informou que outras crianças foram vitimas do casal, cerca de 8 crianças. Para se aproximar das famílias e conseguirem a confiança dos pais eles se aproximavam com a intenção de prestar assistência social a crianças carentes, com cunho de pornografia infantil. Eles davam cestas básicas, presentes e passeios para que os pais deixassem as crianças ficarem na casa do casal. Uma dessas crianças acabou sendo vitima de crimes de abuso sexual, produção de imagens pornográficas e estupro de vulnerável. Questionado sobre a menina Fabíola, não houve comprovação de abuso infantil especificamente.


Comente