Taió

PROCON de Taió emite recomendação técnica proibindo estabelecimentos de venderem ossos bovinos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O PROCON de Taió usou as redes sociais emitindo uma recomendação técnica proibindo estabelecimentos de venderem ossos bovinos.

RECEBA NOTÍCIAS EU SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

O aumento no preço dos alimentos está limitando o consumo de alguns itens por parte do consumidor. A carne, por exemplo, teve a maior alta dos últimos 25 anos.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

E a veiculação de notícias na mídia de que açougues em Santa Catarina estariam vendendo ossos de boi, ao invés de doarem, como sempre aconteceu, chamou a atenção do PROCON SC.

O órgão emitiu uma recomendação técnica para que as empresas se abstenham de cobrar por ossos bovinos e apenas efetuem as doações. Visto que a prática infringe o Código de Defesa do Consumidor por exigir dele vantagem manifestamente excessiva.

“No momento de crise que estamos vivendo, é até desumano que esses estabelecimentos estejam cobrando por ossos”, afirma o diretor do PROCON SC, Tiago Silva.


Comente

banner-delta-ativa