SC

Profissionais da saúde de SC receberão gratificação salarial, afirma Moisés

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés (sem partido), anunciou no início da manhã desta segunda-feira (11) que profissionais de saúde da rede pública do Estado que atuam na linha de frente da pandemia receberão gratificação salarial. Moisés informou que editou uma medida provisória que garante o pagamento do benefício até o dia 31 de dezembro.

RECEBA NOTÍCIAS EU SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

“Importante reconhecimento devido ao intenso desafio enfrentado por estes profissionais e à necessidade de continuarmos a fortalecer o atendimento às urgências e emergências”, afirmou o governador.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

Mutirões de cirurgia eletiva

Nas redes sociais, Moisés destacou ainda os mutirões de cirurgias eletivas que serão realizados no Estado. O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, já haviam informado sobre o planejamento para iniciar uma força-tarefa para diminuir o impacto das filas de cirurgias eletivas em Santa Catarina após a conclusão do calendário vacinal contra a Covid-19.

“Nós tínhamos cerca de 40 mil pessoas esperando por cirurgia na nossa rede hospitalar, com a pandemia esse número sofreu um acréscimo, mais 60 mil. Vamos assumir esse desafio e, caso o cenário permita, diminuir consideravelmente essa fila em seis meses. Para isso, precisamos nos reorganizar, ofertar mais e custear melhor. E é exatamente isso que projetamos”, destacou o secretário. 

Segundo Motta Ribeiro, o movimento da Saúde pós-pandemia visará a regionalização das ações. “Nós precisamos construir pontes que façam com que os municípios sejam autossuficientes. Estamos revisando a Política Hospitalar Catarinense e diminuiremos os sofrimentos, absorvendo as demandas com custeio e habilitação”, finalizou.


Comente

banner-delta-ativa