Alto Vale

Projeto sobre alimentação saudável realizado no Alto Vale é escolhido como um dos melhores do país

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O projeto “Alimentação Saudável”, realizado no CEI Francisco Fleisner, no Alto Bela Aliança, em Rio do Sul, foi escolhido como um dos melhores trabalhos inscritos no prêmio nacional Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia, promovido pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal. Com a coordenação da professora da unidade, Rosane Bruggmann e a participação das crianças do maternal, o projeto concorria com outros 707 inscritos e foi anunciado como vencedor entre outros 99 do Brasil, sendo 12 de Santa Catarina.

> Receba notícias do Alto Vale pelo WhatsApp

O projeto de alimentação saudável foi aplicado no ano passado na unidade do Alto Bela Aliança pois a professora demonstrou preocupação e queria acompanhar melhor os hábitos alimentares das crianças, principalmente por não estarem mais indo ao CEI diariamente, por conta da pandemia da Covid-19.

> Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

“Observamos que muitas crianças se alimentam apenas na escola e, com a pandemia, isso teria que mudar radicalmente. Então promovemos um trabalho de apresentação aos pequenos sobre o conceito de uma alimentação saudável e as infinitas possibilidades alimentares, assim como estimular hábitos saudáveis entre os familiares”, explica a professora Rosane.

O projeto foi aplicado em diversos momentos, como leitura em família de livro que sugere bons hábitos de alimentação, além de vídeos, textos ilustrativos, músicas e outras ferramentas que estimulasse o tema entre as crianças. O público foi formado por 17 alunos com idade entre 2 e 4 anos.

Por ter o projeto escolhido, a professora recebe R$ 1 mil de premiação, mais o direito a um curso promovido pelo Instituto Singularidades.

O prêmio foi uma iniciativa da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, instituição criada há cerca de 50 anos em São Paulo e que tem trabalhos voltados principalmente para a primeira infância. A instituição contou com o apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Itaú Social.

Por: Clóvis Eduardo Cuco/Assessoria de Comunicação de Rio do Sul


Comente