Alto Vale

Reunião vai discutir medidas contra a Covid-19 no Alto Vale

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O Alto Vale foi considerado de risco gravíssimo para covid pela quarta semana consecutiva  e prefeitos e secretários de saúde da região vão se reunir na tarde desta quinta-feira (20) para discutir novamente as medidas de enfrentamento a pandemia. Ao que tudo indica as regras de isolamento social que já estão em vigor devem ser mantidas e não haverá novidades em relação a medidas mais rigorosas.

+ Faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp, acesse aqui!!

O presidente da Associação dos Municpios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), Joel Longen,  diz que a decisão será tomada em conjunto como já vem ocorrendo e dá sua opinião sobre a definição que sairá do encontro. “Acredito que no mínimo vai ficar como está, mas os bares devem voltar a pauta novamente porque penso que o aglomero está acontecendo, mas não acredito que haverá entendimento para fazer um fechamento do comércio por exemplo, porque senão eles não aguentam mais. Creio que continue a mesma situação que está os decretos”, opina.

Segundo o último Mapa de QAvaliação de Risco Potencial para Coronavírus, ainda são regiões de Santa Catarina em estado gravíssimo, três a menos que o relatório da semana anterior, mas a situação ainda é muito preocupante.  No Alto Vale, até ontem a noite (19) eram 3.454 casos confirmados, sendo 2.600 recuperados, 45 pessoas internadas e 43 óbitos.

Poder de decisão é dos prefeitos

Ele conta ainda que nesta quarta-feira, participou de uma audiência pública virtual da Assembleia Legislativa com o secretário da Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, que falou sobre o repasse de recursos e como o Estado vem conduzindo o enfrentamento da doença.  “O pessoal até questionou sobre o transporte coletivo e ele enfatizou que os municípios precisam avaliar cada um a sua situação. Na visão dele com essas medidas que vêm sendo tomadas, inclusive com os novos leitos sendo abertos, como o de Ibirama que deve ser colocados em funcionamento em breve, e isso vai ajudar”, afirma.


Comente