Santa Catarina

Rio que corta a cidade de SC transborda após altos volumes de chuvas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Defesa Civil de Brusque informou que o rio Itajaí-Mirim, que corta a cidade e deságua em Itajaí, transbordou na tarde desta terça-feira (12) e ocupou pelo menos dois pontos da avenida Beira Rio. O trânsito foi interrompido.

RECEBA NOTÍCIAS EU SEU WHATSAPP, CLIQUE AQUI

A medição mais recente feita pela Defesa Civil apontou que o rio estava em 5,58 metros por volta das 15h40 e continuava subindo. Para se ter uma ideia, o nível normal para esta época do ano é de 1 metro. Com isso, o rio saiu da calha e ocupa parte da avenida Beira Rio em dois locais: embaixo da Ponte Estaiada e na Ponte dos Bombeiros.

RECEBA NOTÍCIAS DO ALTO VALE E SANTA CATARINA PELO TELEGRAM

A via já foi fechada para o tráfego e está sinalizada, mas a Defesa Civil de Brusque continua monitorando a situação. O grande volume de chuva das últimas horas, principalmente nas cidades de Guabiruba e Botuverá fez com que o nível do rio Itajaí-Mirim subisse ainda mais, já que por volta das 14h a medição apontava 3,92 metros.

Defesa Civil atende ocorrências

Nas últimas horas, a Defesa Civil da cidade já atendeu 14 ocorrências, sendo seis de deslizamento, uma para avaliação de uma ponte e outras sete de situações de alagamento.

Em 24 horas, Brusque registra um acúmulo de 72 milímetros, com maior volume de chuvas no bairro São Pedro, Centro e Souza Cruz. Na cidade vizinha de Guabiruba, no bairro Lajeado, o acúmulo das últimas 24 horas é de 154 milímetros.

Já em Botuverá, que também tem influência sobre o Itajaí-Mirim, o acumulado das últimas 24 horas é de 134 milímetros na região de Águas Negras. Nas cabeceiras do rio Itajaí-Mirim, em Presidente Nereu e Vidal Ramos, os volumes de chuva estão abaixo dos 30 milímetros.

A Defesa Civil pede que a população fique atenta a qualquer sinal de deslizamento, principalmente os que moram próximos à morros e áreas de risco, pois por conta do período prolongado de chuva o solo está encharcado, o que intensifica o risco de deslizamento.

Fonte: ND Mais


Comente

banner-delta-ativa