Informativo

Setembro Amarelo: Dia 10 de setembro alerta para prevenção ao suicídio

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O dia 10 de setembro é dedicado a um alerta e reflexão sobre os sinais de que alguém ao seu lado está enfrentando problemas severos, a ponto de pensar em tirar a própria vida.

Instituído em 2003 pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e a Organização Mundial da Saúde, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio tem o objetivo justamente de chamar a atenção dos governos e da sociedade para a importância do assunto.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Dados apresentados pela Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina, apontam que vários são os fatores que podem levar a esse ato extremo, desde causas socioambientais, biológicas, e também transtornos mentais. O estudo, que pode servir de base para investimentos em saúde e bem-estar na adolescência, trazem uma triste realidade que, segundo especialistas, registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens.

Um levantamento, divulgado nesta sexta-feira (10) pelo IBGE, mostra que 40% dos alunos de escolas públicas e privadas, com idades entre 13 e 17 anos, que responderam à Pesquisa Nacional de Saúde Escolar, disseram não ter sequer um amigo próximo, o que faz muita diferença na hora de dividir um problema. Na mesma faixa de idade, 30% disseram sentir que ninguém se preocupava com eles.

Em relação ao sentimento de tristeza, 31,4% dos estudantes ouvidos afirmaram ter se sentido tristes na maioria das vezes ou sempre. Quanto à percepção da vida, 21,4% desses adolescentes manifestaram que não valia a pena viver na maioria das vezes ou sempre.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O psicólogo clínico Wagner Vaz, doutorando em psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, avalia que “ter amigos é um importante aliado na construção da segurança, da personalidade dos mais jovens, repercutindo no futuro, na medida em que é construída a autoestima”.

Durante o lançamento do curso de formação de multiplicadores em urgências e emergências em saúde mental, que integra as ações do Setembro Amarelo, no início do mês, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, apontou o suicídio como tema que merece a atenção de todos. E alertou: “não se deve fazer brincadeiras com quem fala em suicídio. A questão não tem cor, não tem raça e nem religião. Todos juntos temos que dar atenção a isso”.

Fonte: Agência Brasil


Comente