Taió

Taioense propõe licença-maternidade de oito meses

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma proposta apresentada pelo deputado catarinense Jorge Goetten (PL) pretende estender o tempo para as mães ficarem em casa com os filhos recém-nascidos antes do retorno ao trabalho. O projeto amplia para 240 dias, ou oito meses, o tempo de licença-maternidade. 

Faça parte do nosso grupo de Notícias no WhatsApp, clique Aqui!

Para o deputado, a medida representa segurança para as famílias. “A proposta altera a legislação trabalhista para que as mães tenham mais tempo de dedicação a seus filhos sem o fantasma de demissão ou a perda total de rendimentos”, destaca Goetten, que também é empresário.

De acordo com a proposta, a funcionária poderá optar pela licença de até 120 dias (4 meses) com a remuneração integral ou, poderá estender o período para 240 dias (8 meses) com redução do vencimento pela metade.

“Creio que cabe à mãe fazer a ponderação entre os cenários. Muitas não retornam mais ao trabalho quando encerram os 120 dias, pois os filhos ainda são muito dependentes de sua presença, principalmente pela questão da amamentação. Outras, retornam pois não tem outra forma de rendimento familiar”, pondera o deputado.

Fonte: NSC Total


Comente