Alto Vale

Um ano depois, operador e piloto de helicóptero receberam multas que somam R$1.750,00

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Cerca de um ano depois que o piloto de um helicóptero realizou uma manobra considerada perigosa passando com a aeronave debaixo de uma ponte em Rio do Sul, o Jornal Diário do Alto Vale procurou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para saber qual punição os envolvidos haviam recebido e obteve com exclusividade a informação de que as multas ao operador e ao piloto somaram apenas R$ 1.750,00.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

O episódio aconteceu no dia 16 de maio no elevado José Thomé, data em que cerca de 25 voluntários aproveitavam o nível baixo da água para fazer um mutirão de limpeza no rio Itajaí-Açu e foram assustados pela manobra da aeronave que passou a poucos metros das pessoas causando muito vento. Toda a ação foi filmada e ganhou repercussão nacional.

Segundo a prefeitura, a ponte tem apenas 14 metros de altura. Na época voluntários chegaram a afirmar que iriam registrar boletim de ocorrência, já que a manobra teria colocado a vida de várias pessoas em risco.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

Como esse tipo de manobra só pode ser realizada com autorização prévia, o que não era o caso, os envolvidos acabaram sendo responsabilizados. De acordo com a assessoria de imprensa da Anac, a investigação sobre o caso foi iniciada em maio do ano passado e o processo foi finalizado cerca de cinco meses depois. Diante da conclusão da manobra perigosa foram lavrados autos de infração para o operador da aeronave e para o piloto que resultaram em multas totalizando R$ 1.750,00.

O órgão divulgou ainda que outra penalidade aplicada foi a suspensão de 90 dias da habilitação técnica de HMNT do piloto, mas que todas as sanções administrativas já foram cumpridas.

Episódio tirou foco, mas limpeza do rio foi um sucesso

Apesar do episódio com o helicóptero ter tirado o foco da ação voluntária que aconteciagraças ao envolvimento de várias entidades e até do Poder Público, os voluntários cumpriram a missão com sucesso e retiraram do rio dezenas de sacos de lixo, 80 pneus, bicicleta, sofá, cama e até um aparelho de ar-condicionado.

 FONTE/CRÉDITOS: Helena Marquardt/DAV

 CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Helena Marquardt/DAV

Comente