Sem categoria

Vulcão que pode causar tsunami no Brasil entra em sinal de alerta depois de décadas adormecido

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Um temido vulcão no oceano Atlântico, que estava adormecido desde 1971, teve um rápido aumento das atividades sísmicas nos últimos dias e chamou a atenção de especialistas. O vulcão Cumbre Vieja fica na ilha de La Palma, nas Canárias, uma comunidade autônoma da Espanha. Uma grande erupção no local pode trazer grandes consequências e causar um tsunami na costa do Brasil. 

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Com um aumento rápido no número de terremotos e atividades sísmicas e magmáticas, o Plano Especial de Proteção Civil e Atenção às Emergências de Risco Vulcânico das Ilhas Canárias (Pevolca) elevou o nível de alerta do vulcão de verde para amarelo.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O governo das Canárias informou que a Ilha La Palma está tendo um aumento significativo nos movimentos sísmicos desde sábado. A associação Volcanes de Canarias mostrou que os movimentos começaram a aumentar na região em 2017 e deram um salto em 2020.

De acordo com o Metsul Metereologia, a intensidade dos movimentos sísmicos que acontecem há 5 dias também aumentou. Enquanto isso, a profundidade dos epicentros diminuiu,  em média, de 30 para 12 quilômetros. Na terça-feira (14) foram registrados mais de 100 tremores. Além disso, a atividade magmática, têm “o maior valor observado nos últimos 30 anos”, de acordo com a avaliação do comitê Pevolca.

Foi depois da análise desse cenário que o nível de risco passou para amarelo. Os sinais de alerta são indicativos de risco para a população. No amarelo, as pessoas são indicadas a seguirem as suas atividades normalmente, mas de olho nos comunicados oficais. O governo das Canárias recomenda que as famílias tenham um plano de emergência.

Agora os especialistas aumentam o monitoramento do local como uma ação preventiva devido ao risco moderado de atividade vulcânica. Há ainda mais dois sinais de atenção. O laranja é decretado quando há um alerta máximo para fenômenos anteriores à erupção. Nesses casos, as famílias devem se preparar para a evacuação.

No vermelho, a erupção está em andamento e as pessoas devem fazer a evacuação de acordo com os indicativos das autoridades. Antes, o vulcão Cumbre Vieja estava no primeiro nível, o verde. 

As atividades no local são monitoradas constantemente, já há falhas na estrutura da ilha de La Palma, que o sustenta. Caso entre em erupção novamente, o Cumbre Vieja pode causar um super terremoto e a formação de um megatsunami, atingindo todo o Leste brasileiro, inclusive, Santa Catarina. 

A possibilidade do tsunami é real e diversos estudos publicados mostram a probabilidade, desde que haja uma grande erupção do vulcão. O Trabalho de Conclusão do Curso de Geologia, de autoria de Mauro Gustavo Reese Filho, entregue em 2017, trata sobre uma próxima erupção do vulcão Cumbre Vieja. Ele afirma que, se acontecer, o litoral das regiões Norte e Nordeste do Brasil serão as mais atingidas, porém o fenômeno terá abrangência global.

Fonte: Diário Catarinense / NSC Total


Comente

banner-delta-ativa