SC

Yuri, o menino autista de SC, que quer ser poliglota

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Yuri Henrique dos Passos Cunha, um menino autista de 9 anos, que mora no Morro do 25, em Florianópolis, sonha em ser poliglota. Com pouca idade, mas com uma lista de sonhos no bolso, o garoto quer aprender um idioma diferente a cada ano de vida a partir de agora. Ele também deseja viajar para o Japão e para a França.

Hoje, o garoto faz curso de Inglês pago pela mãe e também busca conteúdos de línguas alternativas — como o russo — na web. A história dele repercutiu nesta semana após uma reportagem veiculada na NSC TV.

Para ele, aprender novos idiomas é simples e divertido e o seu objetivo é muito claro:

— Para poder falar com pessoas ao redor do mundo, esse é o meu sonho.

A mãe, Salete Cristina dos Passos, parou os estudos na 7ª série, mas estimula o filho a aprender mais e mais. Segundo ela, ele tem cumprido a promessa sozinho usando a internet. Sem ajuda, Yuri vem aprendendo espanhol, russo, árabe e japonês. A mãe paga todo mês R$ 120 nas aulas on-line de inglês para ajudar na fluência do menino.

Receba notícias eu seu WhatsApp, clique Aqui

Yuri tem características de uma criança superdotada, mas esses indícios ainda precisam ser avaliados. Ele passou por exames e deve saber o resultado nos próximos dias.

— Ele tinha nove meses quando eu tive a impressão de que ele começou a ler e falar umas palavras. Com um aninho de idade começou a ler as primeiras palavras em inglês. Deste tempo para cá, não parou — conta a mãe Salete.

Com globo na mesa de estudos, Yuri sonha em viajar o mundo

Yuri além de estudar em uma escola pública, frequenta a Fundação Catarinense de Educação especial, em São José, na Grande Florianópolis. Ele participa do Núcleo de Atividades de Altas Habilidades. Lá os professores analisam indícios de que o garato é superdotado, como explica a educadora Vânia Pires de Matos.

— Ele tem uma memória incrível. Ele é muito dinâmico, transita de um tema em outro. Isso pode ser sim algum indicador das altas habilidades. Mas como ele é muito novo, essa avaliação [de superdotação] demora um pouco mais — relatou à NSC TV, em matéria publicada pelo G1.

Receba notícias do Alto Vale e Santa Catarina pelo Telegram

O menino de uma das comunidades mais antigas de Florianópolis segue driblando as dificuldades e se esforçando para realizar os seus sonhos. Yuri prefere os idiomas em vez de futebol e videogame, como a maioria das crianças de 9 anos. E, assim, ele corre atrás de ser poliglota e viajar por esse mundo entendendo e conversando com as pessoas das mais variadas culturas.

Fonte: NSC TOTAL


Comente